quinta-feira, 31 de dezembro de 2020

31 de dezembro de 2020

 

Essa é a minha foto de final de ano, uma linda menina emburrada de jeans, fivelinha, camiseta que a gogó deu e tênis all star vermelho de cano alto que a gogó deu e não aparece na foto. Ao lado, o nenê da gogó, o papai amado. Noite de Natal, festa na casa da outra gogó, certeza que você melhorou de humor e se divertiu muito.

Por falar em humor, sabe que pensei em uma coisa engraçada esses dias? Você sabe que a gogó foi coautora de uma peça de teatro muito divertida? Atreva-se foi um sucesso, ficou dois anos em cartaz e eu queria muito que ainda estivesse, por inúmeros motivos. E, às vezes, eu vejo em você esse lampejo de atrevimento e genialidade que é o humor. Como no dia que a gente fez comida e você me enganava nas pegadinhas, quando eu falava "hummm, bom", você: "não, gogó, ruim", daí eu cuspia e você ria muito. Franzia toda a sua carinha linda com um ar de "te peguei". Seu outro presentinho da gogó foi um jogo de panelas de inox, que nem de adulto, por causa dessa nossa brincadeira ótima. Você na cozinha de compensado que sua mamãe deu gritando "pita!" foi um dos vários bons momentos que tivemos juntas nesse ano que está acabando.

Eu te amo, Florinha. Esse 2020 que foi tão cruel com a maioria só me trouxe uma coisa ruim: ficar menos perto fisicamente de vocês do que eu gostaria, especialmente passar 5 meses sem te ver. Mas a proximidade que eu sinto de você compensa tudo, até mesmo isso. Esses dias a gente falou por chamada de vídeo e você me estendeu a mão, lembrei de quando eu seguro a sua mãozinha gordinha e coloco o meu dedão bem no meio da sua palma. De verdade é melhor, mas pelo menos temos a tecnologia, né?

Não posso ser insensível em um ano que foi tão duro para o Brasil e o mundo, mas a verdade é que para mim foi suave. Trabalhei muito - nota-se pela falta de frequência em escrever aqui no diário -, terminei o livro sobre o Buiu (no gongo, mandei os originais para ele hoje), treinei bastante. E, se te vi pouco, compensei a quantidade com a qualidade de nosso amor e de um relacionamento que promete ser muito próximo e especial.

Feliz 2021 para a gente, Florinha, meu plano principal para o ano que vai começar é o mesmo que para toda a vida: ver esse amor florescendo.


segunda-feira, 7 de dezembro de 2020

7 de dezembro

Florinha, amorzinha da gogó

Hoje minha mãe, sua bisavó, faria 78 anos de vida e eles, meus pais, 60 anos de casados. Ela casou com apenas 18 anos, quer dizer, no dia em que completou 18 anos. Só por isso já dá para ver como as coisas mudaram!

O que será que eles sentiriam vendo você fazendo sua performance de humor, fingindo pavor ao ver uma bruxa - ou um dinossauro, tanto faz - levando as mãos à cabeça e gritando como em filme de terror? Que engraçadinha você, Flora, onde já se viu uma nenê com senso de humor. 

Estou morrendo de saudades. 

Te amo